Dia Mundial Sem Tabaco - Daniela Alves
Mais um pouco de Medicina Funcional – Conferência Internacional em Doenças Autoimunes
24 de maio de 2018
Onde meus mundos se encontram
7 de junho de 2018

Dia Mundial Sem Tabaco

No dia 31 de maio é celebrado o Dia Mundial Sem Tabaco. A data, criada em 1987 pela Organização Mundial da Saúde (OMS) tem como objetivo alertar sobre as doenças e mortes que podem ser evitadas e estar relacionadas ao tabagismo, bem como destacar os riscos de saúde associados com o uso do tabaco e defender políticas eficazes para reduzir o seu consumo.

Segundo a OMS, o fumo causou 100 milhões de mortes no século 20, e pode causar um bilhão de mortes no século 21 se as tendências atuais continuarem.

O tabagismo é o maior fator de risco controlável para as duas principais causa de morte: o AVC e o infarto.

Outra questão referente ao consumo de tabaco é que ele é o fator causal direto das doenças pulmonares obstrutivas crônicas (DPOC) e do câncer de pulmão. O tabagismo tem um efeito acumulativo, ou seja, o que interessa é a carga tabágica, que é a exposição do indivíduo ao tabagismo, levando em conta número de cigarros consumidos por dia ao longo dos anos.

Em termos de facilitar mudança de hábito, nunca é um processo simples. O que ajuda muito é entrar em um ciclo virtuoso: a pessoa decide parar de fumar, altera hábitos alimentares e inicia uma atividade física que lhe seja prazerosa. E é sempre bom reforçar que alimentação adequada, atividade física regular e sono reparador são o tripé de uma vida saudável.

Sempre sugiro para os pacientes que querem parar de fumar procurarem um pneumologista para que se avalie se além do tabagismo, já se instalou alguma doença respiratória relacionada com o tabagismo. Às vezes o paciente não percebe que já tem tosse ou falta de ar.