Alzheimer e Disbiose - Daniela Alves
Mindfulness e Inflamação
3 de agosto de 2021
Doença de Graves e Tireoidite de Hashimoto
29 de agosto de 2021

Alzheimer e Disbiose

O microbioma do trato gastrointestinal está envolvido em muitas doenças sistêmicas, como por exemplo doenças cardiovasculares, síndrome metabólica, infecções respiratórias e declínio cognitivo. O elo comum entre elas é inflamação crônica de baixo grau.

Uma conexão entre saúde bucal, inflamação e condições neurodegenerativas, como Doença de Alzheimer (DA) tem sido observada, e descobertas recentes sugeriram que infecções bacterianas crônicas da periodontite podem contribuir para processos neurodegenerativos e, portanto, podem ser fatores de risco para o desenvolvimento de DA.

As bacterias formam biofilme (placa dentária) nos dentes e no tecido oral e gengival, e a alta carga patogênica pode danificar o microbioma oral, causando inflamação e desregulação da resposta do sistema imunológico.

Enquanto o supercrescimento bacteriano e a inflamação crônica podem levar a uma variedade de doenças locais como periodontite e cárie dentária, translocação de bactérias patogênicas para a corrente sanguínea podem atingir outros órgãos do corpo, incluindo o coração, fígado e cérebro.

No tecido cerebral, as bactérias orais podem causar neuroinflamação e danos nas células neuronais, que ao longo do tempo, contribuem para o declínio cognitivo e doenças neurodegenerativas como a DA.

Identificar as causas raízes da disbiose oral de um paciente pode ajudar a informar a estratégia de tratamento mais eficaz para otimizar a saúde da boca e do cérebro.

Lembre-se sempre de manter uma visita regular ao seu dentista!

×