Prevenir é o melhor remédio - Daniela Alves
Planos alimentares em Medicina Funcional
29 de junho de 2018

Prevenir é o melhor remédio

Manter boa saúde não acontece por acaso. Requer trabalho, escolhas inteligentes de estilo de vida, avaliações médicas regulares e alguns exames complementares.

Uma dieta saudável, como já postado aqui várias vezes, não é universal e existem várias abordagens para os mais diferentes tipos de necessidades. Mas em linhas gerais, uma alimentação saudável é rica em fibras, frutas de baixo índice glicêmico, tubérculos, vegetais frescos, gorduras “boas” ou insaturadas como ômega-3 e proteínas de alto valor biológico.

Esses componentes da dieta diminuem a inflamação crônica de baixo grau, que pode danificar tecidos, articulações, paredes das artérias e órgãos.

Reduzir a ingestão de alimentos processados é um fator importante em qualquer tipo de abordagem alimentar. Aqui vale lembrar que para aumentar o sabor, crocância e tempo de prateleira, os processados são carregados em gorduras trans, xarope de frutose, sal e vários aditivos químicos (aqui precisamos pensar mais uma vez nos disruptores endócrinos).

Os doces, alimentos feitos com grãos altamente refinados e bebidas açucaradas podem causar picos de açúcar no sangue que podem levar à fome precoce. Açúcar elevado no sangue está ligado ao desenvolvimento de diabetes, obesidade, doenças cardíacas e até mesmo demência. Aquele ciclo de comer, ter fome e comer mais uma vez que todo mundo já experimentou.

A dieta mediterrânea é uma das abordagens que atende a todos os critérios para uma boa saúde, e há evidências convincentes de que ela é eficaz para prevenir doenças cardíacas, derrames e mortes prematuras. A dieta é rica em azeite, frutas, legumes, nozes, peixes e inclui uma quantidade moderada de queijo e vinho.

A atividade física também é necessária para uma boa saúde. Já está comprovado que reduz o risco de doença cardíaca, derrame, diabetes tipo 2, câncer de mama e de cólon, depressão e obesidade.

Minimizar o estresse é outra estratégia que pode ajudá-lo a permanecer saudável, dada a conexão entre o estresse e uma variedade de doenças. Há muitas maneiras de reduzir o estresse com meditação, mindfulness, yoga, sair com os amigos e lembrar de tirar alguns dias de férias.

Mas de uma maneira geral, saúde é um objetivo a ser perseguido, pois infelizmente o mundo moderno não facilita o estado de saúde, facilita o estado de doença. Fique sempre alerta e revise seus hábitos pelo menos uma vez ao mês e se mantenha nos trilhos.

Prevenção é a melhor medida a ser tomada hoje para um futuro saudável!