Curcumina e Magnésio na Saúde Mental - Daniela Alves
Micronutrientes: Suplementar?
16 de abril de 2021
Imunidade não específica – de barreira
14 de maio de 2021

Curcumina e Magnésio na Saúde Mental

A nutrição é a base do cuidado em Medicina Funcional. A qualidade da dieta é uma consideração crucial ao avaliar as condições crônicas de saúde física e mental e ao implementar intervenções personalizadas que abordam os desequilíbrios.

Os padrões dietéticos que incluem o consumo adequado e variado de alimentos ricos em micronutrientes essenciais, incluindo antioxidantes e fito nutrientes, impactam positivamente a saúde mental. 

Além disso, ajudar os pacientes a controlar o estresse psicológico crônico pode não apenas diminuir o risco de depleção de micronutrientes, mas também promover o bem-estar físico e mental

O magnésio é um dos micronutrientes comumente pouco consumido, mas está presente em uma variedade de alimentos, desde verduras até grãos inteiros.

Existem algumas evidências, que baixos níveis de ingestão de magnésio foram associados à depressão.

Mais recentemente, uma análise transversal de 2019 de prontuários médicos de 3.604 adultos encontrou uma correlação positiva entre níveis mais baixos de magnésio sérico e sintomas depressivos.

E ainda, uma dieta que incorpora um arco-íris variado e colorido de frutas, vegetais, grãos inteiros, especiarias e ervas fornece minerais e vitaminas essenciais, incluindo antioxidantes.

Além disso, os fitoquímicos abundantes que contribuem para a cor, o sabor e o cheiro das plantas fornecem benefícios para a saúde física e mental, sendo a Curcumina um dos principais.

Lembrando que a Curcumina é a substância ativa da Cúrcuma, chamado também de Açafrão (Curcuma longa) e suas propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias vêm sendo estudados no ocidente na última década, mas é conhecido como uma medicação na Medicina Ayurvedica há pelo menos 4 mil anos.

×