Mantenha o Bisfenol A longe de você - Daniela Alves
Cinco hábitos que aumentam sua expectativa de vida.
29 de novembro de 2018
Quer saber se o jejum intermitente pode ser uma boa opção para você?
12 de dezembro de 2018

Mantenha o Bisfenol A longe de você

Desde maio de 2018 eu ando a louca dos recibos. Conferência Internacional de Medicina Funcional faz dessas coisas.

Cada vez que um atendente me entrega um recibo eu digo “Não, obrigada” e emendo um “Sabia que a cada 4 segundos segurando um recibo desses já é o suficiente para uma transferência de Bisfenol A, que é um baita problema para a sua saúde? Por favor, use luvas. Não por que o dinheiro tem muitas bactérias, mas porque todo o recibo tem Bisfenol A. Tenha um bom dia!”. Dali pra frente, se a pessoa pensou “Doida!” Ou se a pessoa pensou “Vou dar uma pesquisada nisso” eu já não sei.

Mas a verdade é que o Bisfenol A é um baita problema. Você já ouviu falar em bisfenol A? Talvez não mas ele está presente em praticamente todos os produtos plásticos que você usa no dia a dia, como garrafas de água e embalagens. Mas por que isso é importante?

De acordo com diversas sociedades médicas pelo mundo (e no Brasil, pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia) estudos sugerem que essa substância presente nos plásticos ao entrar em contato com nosso organismo funciona como um disruptor endócrino, um elemento que altera a forma como nosso sistema hormonal funciona. O dano porém pode ir além – há vários estudos associando o Bisfenol A à infertilidade, endometriose e câncer (de mama, por exemplo).

O problema que parecia mais circunscrito às garrafas e embalagens (como tupperwares) pode ser bem mais extenso do que percebemos. Sabe aqueles recibos de caixas registradoras e de máquinas de cartão de crédito? Então, a tinta térmica utilizada é basicamente Bisfenol A. E o pior, como a sua transferência é térmica estudos apontam que a contaminação é mais rápida do que por outras formas.

No Brasil, a ANVISA proíbe a importação e fabricação de mamadeiras com Bisfenol A mas não para outros itens como as garrafas plásticas por exemplo, e recibos cuja contaminação é ainda maior (não sei o porquê) que em outros países.

Para reduzir sua exposição ao Bisfenol A, principalmente dos recibos, notas e vias de cartão de crédito, algumas dicas:

  • Solicite quando for necessário que o mesmo seja enviado por e-mail;
  • Operadoras de cartões de crédito oferecem confirmação das compras por SMS – assim a sua via da compra fica desnecessária;
  • Para quem trabalha diariamente em contato com esses documentos, uma solução é usar luvas no trabalho;
  • E a mais importante – manuseou algum recibo desses, lave as mãos.

Se você costuma pegar suas vias desses famigerados “papeizinhos”, é hora de repensar sua rotina!

* Referencias:
Wang Z, Liu H, Liu S. Low-Dose Bisphenol A Exposure: A Seemingly Instigating Carcinogenic Effect on Breast Cancer. Adv Sci (Weinh). 2016;4(2):1600248. Published 2016 Nov 21. doi:10.1002/advs.201600248
Schwartz AW, Landrigan PJ. Bisphenol A in thermal paper receipts: an opportunity for evidence-based prevention. Environ Health Perspect. 2012;120(1):A14-5; author reply A15.
Hormann AM, Vom Saal FS, Nagel SC, et al. Holding thermal receipt paper and eating food after using hand sanitizer results in high serum bioactive and urine total levels of bisphenol A (BPA). PLoS One. 2014;9(10):e110509. Published 2014 Oct 22. doi:10.1371/journal.pone.0110509

 

Eu, como falei no início, desde maio, mando um sonoro “Não, obrigada” seguido de um discurso “Você deveria usar luvas”. A questão é a seguinte, mudar o mundo é difícil. Mas mudar uma pequena coisinha por vez parece um pouco menos Hercúleo.

Você realmente usa o tal recibo?

Se você for um maníaco da planilha de gastos no Excel (culpada aqui), fotografe o tal recibo. Faz o discurso “Você deveria usar luvas” e já descarta o dito cujo ali mesmo.

Bora fazer desse mundo um lugar melhor!!

×

Olá!

Clique aqui para tirar suas dúvidas por WhatsApp ou envie um e-mail para contato@danielasalvadoralves.com.br

× Como posso te ajudar?